V colóquio internacional sobre literatura brasileira contemporânea: territórios, comunidades e lugares do literário

Brasil-Argentina

13 a 15 de outubro de 2015, na Universidad Nacional de San Martín

 

Coordenação

Lucía Tennina (Universidad de Buenos Aires)     

Regina Dalcastagnè (Universidade de Brasília)

 

Comissão Acadêmica

Florencia Garramuño (Universidad de San Andrés)

Gonzalo Aguilar (Universidad Nacional de San Martín)

Mario Cámara (Universidad de Buenos Aires)    

     

Comissão de Apoio

Adriana Kogan, Constanza Penacini, Laura Cabezas, Milton Colonetti,

Verónica Lombardo

 

Comissão científica

Claire Williams (St. Peter’s College, University of Oxford),

Georg Wink (University of Copenhagen), José Leonardo Tonus (Université Paris Sorbonne), Marcel Vejmelka (Universität Mainz), M. Carmen Villarino Pardo (Universidad de Santiago de Compostela), Roberto Vecchi (Università di Bologna), Sandra Regina Goulart Almeida (Universidade Federal de Minas Gerais), Vinícius de Carvalho (King’s College London)

 

 

Desde os tempos em que era entendida como instrumento de afirmação da identidade nacional até agora, quando diferentes grupos sociais procuram se apropriar de seus recursos, a literatura brasileira é um território contestado. Muito além de estilos ou escolhas repertoriais, o que está em jogo é a possibilidade de dizer sobre si e sobre o mundo, de se fazer visível dentro dele. Hoje, cada vez mais, autores e críticos se deslocam na cena literária em busca de espaço – e de poder, o poder de falar com legitimidade ou de legitimar aquele que fala. Daí os ruídos e o desconforto causados pela presença de novas vozes, vozes “não autorizadas”; pela abertura de diferentes abordagens e enquadramentos para se pensar a literatura, e mesmo o mercado editorial; ou, ainda, pelo debate da especificidade do literário, em relação a outros modos de discurso, e das questões éticas suscitadas por esta especificidade em diferentes comunidades.

 

O colóquio – que pretende movimentar esse conjunto de discussões – é resultado dos diálogos já estabelecidos entre estudiosos de literatura brasileira contemporânea e linguagens afins de diferentes universidades do Brasil e do exterior e marca a consolidação da cooperação entre essas instituições. As diferentes procedências dos participantes apontam também as diferentes perspectivas teóricas e metodológicas que estarão em debate. Para além de questões mais teóricas, necessárias à análise das obras literárias em seu conjunto, serão apresentados estudos pontuais sobre livros, autores e gêneros específicos da literatura brasileira contemporânea, incluindo ainda interpretações sobre o campo literário brasileiro atual. Estão contempladas, também, discussões sobre o diálogo da literatura com outras linguagens artísticas (cinema, artes plásticas, música etc.). Todos os trabalhos trarão como preocupação central o fazer literário na contemporaneidade, tendo como recorte cronológico as obras da literatura brasileira produzidas a partir de 2000.

 

Confira aqui os pôsteres apresentados no evento

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

13 de outubro – terça feira – Universidad Nacional de San Martín

Sarmiento 1853 – 3° andar – sala: D – Buenos Aires

 

Recepção dos participantes – 8h30 

 

ABERTURA DO COLÓQUIO – 9h

 

MESA 1 – 9h10 às 10h

Crítica literária contemporânea: os termos do debate em curso no Brasil

Anderson Luís Nunes da Mata (Universidade de Brasília)

 

Cânone e margem: impasses metodológicos

João Camillo Penna (Universidade Federal do Rio de Janeiro)

 

Mediação: Ricardo Barberena

 

MESA 2 – 10h às 10h50

Nós da questão: críticas à crítica no século XXI
Jefferson Agostini Mello (Universidade de São Paulo)

 

Ficção como crítica: notas sobre o exercício crítico-teórico no romance brasileiro recente

Igor Ximenes Graciano (Universidade de Brasília)

 

Mediação: Edma Cristina de Góis

 

Intervalo

 

MESA 3 – 11h10 às 12h

Romances não-criativos

Luciene Azevedo (Universidade Federal da Bahia)

 

Para além do romance e do sujeito: formas narrativas contemporâneas

Florencia Garramuño (Universidad San Andrés)

 

Mediação: Vivaldo Andrade dos Santos

 

Almoço

 

MESA 4 – 14h às 14h50

Um pequeno sistema literário: o caso do Livros que você precisa ler, de Bernardo Brayner

Antonio Marcos Pereira (Universidade Federal da Bahia)

 

Em nenhum lugar há cachimbo: artes e literatura na obra de Valêncio Xavier

Edma Cristina de Góis (Universidade Regional do Cariri)

 

Mediação: Jefferson Agostini Mello

 

MESA 5 – 14h50 às 15h40

Tramas e traumas: a violência urbana na literatura brasileira contemporânea

Ricardo Barberena (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

 

A ressignificação do “viver-junto”: a idiorritmia em Azul-Corvo, de Adriana Lisboa

Alessandra Dalva de Souza Pajolla (Universidade Estadual de Maringá)

 

Mediação: Luciene Azevedo

 

Intervalo

 

MESA 6 – 16h às 16h50

O sentido da escrita e a escrita dos sentidos em Opisanie świata, de Veronica Stigger

Vivaldo Andrade dos Santos (Georgetown University)

 

A palavra muda: militância encriptada em João Gilberto Noll

Mario Cámara (Universidad de Buenos Aires)  

 

Mediação: Florencia Garramuño

 

 

APRESENTAÇÃO DOS PÔSTERES – 16h50 às 17h30

 

14 de outubro – quarta-feira – Universidad Nacional de San Martín

 

Sarmiento 1853 – 3° andar – sala: D – Buenos Aires

 

 

MESA 7 – 9h às 9h50

Literatura periférica nas entranhas da estética

Michel Yakini (coletivo Elo da Corrente)

 

Ruídos, interferências e dissonâncias: o que há de novo na literatura brasileira contemporânea

Regina Dalcastagnè (Universidade de Brasília)

 

Mediação: Stefania Chiarelli

 

MESA 8 – 9h50 às 10h40

Depois que os escritores da periferia entraram em cena

Érica Peçanha (Universidade de São Paulo)

 

Reterritorialização em poemas da literatura marginal/periférica

Laeticia Jensen Eble (Universidade de Brasília)

 

Mediação: Lúcia Osana Zolin

 

Intervalo

 

MESA 9 – 11h às 11h50

Entre becos e estações: direitos humanos e direito à cidade

Leila Lehnen (University of New Mexico)

 

O lugar de Ferréz na literatura brasileira contemporânea

Lucía Tennina (Universidad de Buenos Aires)

 

Mediação: Milton Colonetti

 

APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTÁRIO – 12h às 12h15

 

Da ponte pra lá: sarauzando em Buenos Aires

Documentário, 15 min., cor, São Paulo, 2014. Direção: Amanda Prado, Kena Chaves e Tally Campos.

 

Almoço

 

MESA 10 – 14h às 14h50

 

Onde dormem nossas raízes? Lavoura Arcaica, de Raduan Nassar e Diário da queda, de Michel Laub

Stefania Chiarelli (Universidade Federal Fluminense)

 

Apesar dos pesares: corpos enlutados em narrativas contemporâneas

Virgínia Mª. Vasconcelos Leal (Universidade de Brasília)

 

Mediação: Leila Lehnen

 

MESA 11 – 14h50 às 15h40

Literatura de autoria feminina: um território quase sempre contestado

Lúcia Osana Zolin (Universidade Estadual de Maringá)

 

Cordéis de uma vida afeita à luta: as rimas de Salete Maria da Silva

Bruna Paiva de Lucena (Universidade e Brasília)

 

Mediação: Érica Peçanha

 

Intervalo

 

MESA 12  - 16h às 16h50

Trama e drama na narrativa contemporânea: a narração pela voz feminina em três momentos

Milton Colonetti (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

 

Posicionando o macho-jurubeba na produção literária de Xico Sá

Jeremy Lehnen (University of New Mexico)

 

Mediação: Virgínia Mª. Vasconcelos Leal

 

APRESENTAÇÃO DOS PÔSTERES – 16h50 às 17h30

 

19h – Lançamento do livro Representación y resistencia en la literatura brasileña contemporánea, de Regina Dalcastagnè (Ed. Biblos)

 

Local: Centro Cultural Brasil-Argentina (CCBA), da Embaixada do Brasil 

Avenida Belgrano,  552 

 

 

15 de outubro – quinta-feira – Universidad Nacional de San Martín

 

Sarmiento 1853 – 3° andar – sala: D – Buenos Aires

 

 

MESA 13 – 9h às 9h50

 

Quem fala?: O papel do autor na arquitetura do texto em As meninas da esquina e Sonhos roubados

Gislene Maria Barral Lima Felipe da Silva e Mônica Horta Azeredo (Secretaria da Educação do Distrito Federal)

 

Onde acaba o escritor, onde começa o perfomer? Onde eles se misturam?

Reginaldo Pujol Filho (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

 

Mediação: Gonzalo Aguilar

 

Intervalo

 

MESA 15 – 10h20 às 11h10

Ética e legibilidade: uma discussão a partir dos novos romances sobre a ditadura brasileira

Paulo C. Thomaz (Universidade de Brasília)

 

A Shoah na literatura brasileira contemporânea

Susanne Klengel (Freie Universität Berlin)

 

Mediação: Anderson Luís Nunes da Mata

 

 

MESA 16 – 11h10 às 12h

Lugares da cultura de consumo na literatura brasileira contemporânea

Ligia Bezerra (Spelman College)

 

Transações de valor: assinatura e mercado em Chico Buarque e Ricardo Lísias

Cristian Molina (Universidad Nacional de Rosario)

 

Mediação: Mario Cámara

 

Almoço

 

REUNIÃO DE TRABALHO – 14h30  às 16h

Publicação dos textos do colóquio; projetos de pesquisa; cooperação entre as instituições universitárias dos diferentes países sobre estudos literários; outras publicações; encontros internacionais; intercâmbios e cotutelas. Preparação do VII Simpósio Internacional de Literatura Brasileira Contemporânea, em maio de 2016, em Brasília, e do VI Colóquio Internacional sobre Literatura Brasileira Contemporânea, nos dias 3 a 5 de fevereiro de 2016, em Santiago de Compostela.

 

 

 

PÔSTERES

 

O paraíso não é aqui: a violência contra a mulher em Paraíso, de Tatiana Salem Levy

Paula Queiroz Dutra (Doutoranda/Universidade de Brasília)

 

O contemporâneo em Clarice Lispector e Nuno Ramos: ecos, sobrevivências e apropriações

Mariela Herrero (Doutoranda/Universidad de Rosario)

 

Cenas transfronteiriças: representações da alteridade latino-americana em Dois irmãos, de Milton Hatoum

Ezilda Silva (Doutoranda/Universidade de Brasília) e Amilton Queiroz (Doutorando/Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Universidade Federal do Acre)

 

Literatura brasileira contemporânea: desafios poéticos

Gabriel Estides Delgado (Doutorando/Universidade de Brasília)

 

Palavra-performance

Camila Alexandrini (Doutoranda/Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

 

A escrita subversiva de Ana Paula Maia

Lígia de Amorim Neves (Doutoranda/Universidade Estadual de Maringá)

 

Margens deslizantes em Um defeito de cor, de Ana Maria Gonçalves

Maria Aparecida Cruz de Oliveira (Doutoranda/Universidade de Brasília)

 

O espaço marginalizado das identidades femininas em Luci Collin

Andiara Maximiano de Moura (Doutoranda/Universidade Estadual de Maringá)

 

Escrever com Valêncio Xavier: a liberdade do passado e da escritura

Fernanda Borges (Doutoranda/Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

 

Narradoras em busca da identidade perdida

Rosilene Silva da Costa (Doutoranda/Universidade de Brasília)

 

Linguagem e invenção na dramaturgia contemporânea brasileira: Depois do filme, de Aderbal Freire Filho

Patrícia dos Santos Silveira (Doutoranda/Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

 

Itinerários afetivos em Adriana Lisboa

Marcus Bringel (Mestrando/Universidade de Brasília)

 

Há algo de queer em Sérgio Y. vai à América?

Maria Eugênia Bonocore Morais (Mestranda/Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

 

A morte invisível: o suicídio na literatura brasileira contemporânea

Daniela Langer Ferreira (Mestranda/Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

 

Narrativas da ditadura militar brasileira na literatura contemporânea

Graziele Frederico (Mestranda/Universidade de Brasília)

 

Manuscrito sustado: considerações sobre Quarenta dias

Laila Ribeiro Silva (Mestranda/Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

 

Percursos teóricos da crítica literária brasileira contemporânea

Maria Mannuela Bessa Cury (Graduanda/Universidade de Brasília)

 

O lugar das escritoras brasileiras na crítica contemporânea

Marcos Eduardo Lopes Rocha (Graduando/Universidade de Brasília)

 

Questões de gênero na crítica literária brasileira contemporânea

Waldson Souza (Graduando/Universidade de Brasília)

 

Um mapeamento da crítica literária no Brasil hoje

Isadora Dias (Graduanda/Universidade de Brasília)

 

O lugar da ausência na narrativa brasileira contemporânea

João Pedro Coleta (Graduando/Universidade de Brasília)

 

Os lugares da mulher na escrita dos homens: um olhar sobre a literatura contemporânea brasileira e francesa

Nelson Flávio M. Oliveira (Graduando/Universidade Federal de São Paulo)