Olhando sobre o muro: loucura e literatura

Gislene Barral

“A loucura não é apenas o que se vê dela na aparência, conduta, linguagem e gestos do louco. Ela é também construída por símbolos e representações, de acordo com os valores culturais e históricos de determinada cultura e sociedade”. Loucura e literatura são fenômenos que movimentam linguagens próprias e transgressoras. Elas desautomatizam a norma rígida, seja ela a da linguagem da razão, seja a da denotação. Olhando sobre o muro tem como foco narrativas da literatura brasileira, publicadas a partir da década de 1950 até a contemporaneidade, e a construção estética e ética de personagens loucas. Além da fala do outro sobre a loucura, o livro aborda, também, as autorrepresentações de Stela do Patrocínio e de Maura Lopes Cançado.